© 2021 Vera Cruz
Tel.: 11 3024-5315 | 3024-5314
Horário de atendimento das 7h45 às 17h30

  • Alfabetização: Relações entre Ensino e Aprendizagem

Alfabetização: Relações entre Ensino e Aprendizagem

Objetivo

Formar especialistas em alfabetização, tendo por fundamento a psicogênese da língua escrita e o modelo de ensino por resolução de problemas.

Público-alvo

Coordenadores pedagógicos, professores alfabetizadores, profissionais da Educação envolvidos na formação continuada de professores ou interessados em se aprofundar na formação inicial no Ensino Superior.

Pré-requisitos

Formação superior e aprovação no processo seletivo.

Duração

5 semestres, sendo o último voltado para seminários e orientação dos trabalhos de pesquisa para a monografia.

Carga horária

360 horas

Modalidade

Presencial.

Dias e horários

Aulas aos sábados, com periodicidade quinzenal (com eventuais encontros em sábados consecutivos), das 9h00 às 18h00.

Mensalidade

R$ 980,00

Profissionais da rede pública podem se candidatar a desconto de 25% no valor da mensalidade.

O pagamento do curso é dividido em 30 parcelas de mensalidade. A cobrança é de março/2022 a agosto/2024 e o valor da mensalidade será reajustado a cada início de ano.

Eventos

Assista a eventos promovidos pelo curso (aqui).

Processo seletivo

Quer fazer parte das turmas de 2022?

Disciplinas

  • Fundamentos teóricos da alfabetização

    Esta disciplina trata dos fundamentos epistemológicos, psicológicos e linguísticos que subjazem à revolução conceitual que afetou a alfabetização nos últimos quarenta anos.

  • Teoria piagetiana e alfabetização

    Buscando possibilitar aos alunos uma visão crítica dos processos de alfabetização, ao longo desta disciplina, vamos analisar as contribuições da teoria de Piaget para certa compreensão dos processos de aprendizagem da leitura e da escrita nos primeiros anos da Educação Básica.

  • Linguística e alfabetização

    Partindo do pressuposto de que a linguagem é social, dialógica e histórica, a disciplina reconhece o caráter não transmissivo da língua uma vez que “os indivíduos não a recebem pronta para ser usada (Bakhtin/Voloschinov, 1929/1997 p.108)”. Tomando a linguagem verbal como a língua em funcionamento, dois aspectos tornam-se fundamentais para o trabalho da disciplina: a) reconhecer que a língua (sistema) é constitutiva da linguagem e b) reconhecer o papel ativo do sujeito no processo de produção do conhecimento, uma vez que é ele que coloca a língua em funcionamento. Assim, a disciplina tem como finalidade discutir conceitos fundamentais da linguística de modo a oferecer ao aluno (professor alfabetizador e/ou formador) subsídios para análise de sua ação educativa.

  • Didática da aquisição do sistema de escrita I

    A disciplina Didática do sistema de escrita ancora-se na ideia de alfabetização como construção histórica que vem mudando com o tempo e com as exigências sociais, impondo à escola um questionamento rigoroso e contínuo sobre o que é alfabetizar no diverso mundo contemporâneo em que vivemos. A presente disciplina propõe discutir fundamentos da alfabetização psicogenética, bem como atualizar os conhecimentos sobre a didática da alfabetização.

  • Didática da aquisição do sistema de escrita II

    A disciplina pretende analisar um corpo importante de comprovados conhecimentos para a prática dos professores acerca das situações de ensino que possibilitam cumprir com o principal propósito educativo da alfabetização: a inclusão de todas as crianças na cultura escrita.

  • Didática da linguagem escrita I

    A partir da perspectiva de que a linguagem é “uma forma de ação interindividual orientada para uma finalidade específica; um processo de interlocução que se realiza nas práticas sociais existentes numa sociedade, nos distintos momentos de sua história” (BRASIL, 1998), as diferentes situações comunicativas, o contexto de produção do texto, a intenção de quem o produziu e o impacto que terá no receptor são questões fundamentais a serem consideradas.

    Dessa forma, a disciplina propõe-se a discutir a capacidade de os alunos atuarem como leitores e escritores mesmo antes de saberem ler e escrever convencionalmente enfatizando que se aprende a linguagem escrita por meio da leitura pelo professor, da leitura feita pelo aluno, da escrita pelo professor e da escrita feita pelo aluno, formando os alunos, os professores e os formadores de professores para que se conscientizem da importância de se planejar e organizar situações didáticas de leitura e escrita providas de sentido e que propiciem boas condições de ensino.

  • Didática da linguagem escrita II

    Ao abordar a capacidade de os sujeitos atuarem como leitores e escritores mesmo antes de saberem ler e escrever convencionalmente, a disciplina põe em discussão o processo de produção de texto considerando as operações envolvidas e as condições didáticas mais favoráveis para os alunos produzirem textos de qualidade ajustados aos parâmetros da situação comunicativa.

    A proposta é refletir sobre os diferentes comportamentos, procedimentos e capacidades escritoras envolvidos no processo da escrita de textos, tendo a reescrita como situação didática privilegiada para a aprendizagem da textualização e da linguagem escrita, compreendendo a revisão como parte integrante do processo de produção de texto. O objetivo principal é que os alunos do curso reconheçam que todas as crianças têm capacidade de produzir bons textos, desde que as melhores condições de ensino sejam garantidas. A ortografia e a pontuação também fazem parte da disciplina.

  • Estudos literários

    A disciplina tem como finalidades: a) aprimorar práticas de leitura de textos híbridos e, a partir delas, promover produções de análises que possibilitem uma maior integridade e segurança na exposição desses textos em situações didáticas; b) considerando que as crianças se alfabetizam na leitura de livros que contêm imagens, aprimorar a análise do livro infantil enquanto objeto, discutindo a relação entre texto, imagem e diferentes acabamentos como forma de construção de sentido.

  • Didática do Ensino Superior

    Em Didática do Ensino Superior, discutir-se-á a Didática como uma disciplina articuladora de saberes teóricos e práticos necessários ao trabalho docente no ensino superior, no contexto da contemporaneidade. Para tanto, será abordado o processo de ensino e de aprendizagem e seus elementos (o papel do professor como um profissional que pensa, investiga, reflete e promove mediações em situações de ensino e de aprendizagem; o do aluno como protagonista responsável por sua aprendizagem, em momentos de investigação e de (re)construção de conhecimentos, saberes, atitudes e de convivência com os outros) ao lado de temas essenciais à prática educativa (expectativas de aprendizagem, conteúdos diversos, estratégias didáticas, formativas, conhecidas e inovadoras; concepções de avaliação e de tipos de feedback avaliativos).

  • Metodologia de pesquisa e oficina de monografia

    Este curso tem como finalidade possibilitar ao aluno compreender a natureza do processo de produção de conhecimento, algumas características fundamentais do conhecimento científico, bem como discutir concepções de ciência e de método científico (e suas inter-relações) e, ainda, diferentes metodologias de pesquisa, de tal forma que possa construir procedimentos de pesquisa, análise e interpretação de dados que o orientem na investigação a ser realizada para produção da monografia de conclusão do curso.

    Além disso, visa rever sua proficiência na produção do texto acadêmico – monografia – de modo que planeje, textualize e revise o texto decorrente da investigação que realizar, de acordo com as características do contexto de produção do texto referido e dos recursos linguístico-discursivos típicos do gênero.

  • Oficina de tematização da prática

    Os registros da prática docente, realizados por meio do uso da gravação em video ou da produção de documentos escritos serão utilizados nesta Disciplina com o propósito de explicitar as hipóteses didáticas subjacentes às diferentes intervenções efetuadas na prática docente. Por meio deles, os alunos serão orientados a analisar situações didáticas in loco como objeto de reflexão. Espera-se que assim possam discutir sobre o que observam e identificar, coletivamente, a(s) teoria(s) que guia(m) a prática pedagógica.

Corpo docente

  • Profa. Dra. Telma Weisz

    Coordenadora e professora

  • Profa. Mestranda Carla Tocchet

    Professora

  • Prof. Dr. Me. Carlos Pires

    Professor

  • Profa. Dra. Ma. Cleuza Pelá

    Professora

  • Profa. Ma. Cristiane Pelissari

    Professora

  • Profa. Mestranda Helena Cristina da Cruz Ruiz

    Professora

  • Prof. Me. José Carlos Souza

    Professor

  • Prof. Dr. Lino de Macedo

    Professor

  • Profa. Ma. Marly Barbosa

    Professora

  • Profa. Ma. Miruna Genoino

    Professora

Programa de bolsas

Temos um programa que oferece 25% de desconto no valor da mensalidade a profissionais da rede pública. Não perca essa oportunidade!

As bolsas são concedidas por ordem de chegada da inscrição para até 10 pessoas em cada turma. Caso a turma em questão não conte com 10 profissionais dessas redes, as bolsas restantes são ofertadas a outros matriculados, sempre considerando a ordem de inscrição.

Acontece no Vera

Veja tudo o que acontece