Panorama da Literatura: Os primeiros não ficcionistas

A partir de textos antigos sobre história e poesia, discutiremos as fronteiras, nem sempre claras, entre ficção e não ficção na Antiguidade. Será analisada a obra de autores como Aristóteles, Luciano de Samósata, Homero, Hesíodo, Heródoto, Tucídides, Virgílio, Tito Lívio e Camões. Por fim, ao tratar dos subgêneros historiográficos (não ficção), comentaremos como se compõem, retoricamente, esses textos.

Alexandre Hasegawa é professor de Língua e Literatura Latina da Universidade de São Paulo. Publicou, dentre outros, o livro Os limites do gênero bucólico em Vergílio: um estudo das éclogas dramáticas; atualmente se dedica ao estudo das Odes e Epodos, de Horácio. Hasegawa compõe o conselho editorial da revista Revera – Escritos de criação literária do Instituto Vera Cruz.