Histórias recontadas

“A coleção contém, em sua maioria, narrativas com uma mensagem moral explícita, como versões adaptadas e reduzidas de fábulas e contos de fadas clássicos. Isso se explica, dentre outras razões, pela visão estreita que todo o Programa revela acerca do processo de alfabetização e do pouco ou nenhum valor dado à importância do contato da criança com a linguagem escrita literária, em sua composição ética e estética.” A opinião é de Cristiane Tavares, coordenadora da pós-graduação Literatura para Crianças e Jovens, do Instituto Vera Cruz. Ela e outros especialistas falaram à revista “Quatro Cinco Um” sobre a coleção de livros Conta pra Mim, carro-chefe do programa de alfabetização do Governo Federal. Leia a íntegra aqui.