“A gente precisa contar a história dos vivos”

Bel Santos Mayer é professora da pós-graduação Literatura para Crianças e Jovens, do Instituto Vera Cruz, e coordenadora do Instituto Brasileiro de Estudos e Apoio Comunitário (iBeac). Em entrevista ao site “Ecoa”, do portal “Uol”, ela conta a história da criação de uma biblioteca comunitária na região de Parelheiros, na zona Sul de São Paulo.

 

“Em menos de um ano, a biblioteca precisou sair do lugar, porque o dentista precisava da sala. E aí, alguém fala: ‘será que vocês não poderiam ir pra lá? A casa do coveiro está livre”. Acesse e saiba mais sobre a história da biblioteca que fica dentro do cemitério.