Traduzindo a linguagem da ciência

O Instituto Vera Cruz promoveu, na noite de quinta-feira, dia 15 de agosto, a terceira palestra do ciclo Ler e Escrever em Contextos de Estudos. Dessa vez, o convidado foi Paulo Cunha, que tratou das particularidades da leitura e da escrita na área de Ciências Naturais. Além de sua formação como biólogo com mestrado em Genética pela USP, Paulo tem especialização em Jornalismo Científico pela Unicamp.

 

“As pessoas precisam entender o que os cientistas falam; seu discurso precisa ser traduzido de alguma forma”, disse o professor a respeito da importância da aproximação da ciência com o público em geral. Traduzir a informação, entretanto, não significa simplificá-la. Como exemplo, ele citou o Projeto Genoma Humano, que tem um canal no YouTube para falar sobre o dia a dia do laboratório. “Foi um recurso para cativar as pessoas que buscam, cada vez mais, a linguagem midiática na hora de estudar.”

 

A última palestra da série acontece no dia 12 de setembro e terá como tema o contexto de leitura e escrita em textos expositivos. Para mais informações e inscrições, acesse o link.