Memória e descendência

 

“Existe uma contração muito particular nos músculos da face que antecede o primeiro segundo do choro. Eles se tensionam em alerta, como se estivessem terminando de embrulhar um pacote a ser aberto sem comemorações.” Assim começa O quarto branco, romance da escritora Gabriela Aguerre, professora e ex-aluna da pós-graduação Formação de Escritores, do Instituto Vera Cruz.

 

O livro, lançado neste mês pela editora Todavia, conta a história de Gloria, uruguaia criada no Brasil, que vê ruir as certezas de sua vida após sofrer um aborto espontâneo e descobrir que não pode mais engravidar.

 

Para Julián Fuks, docente da pós e ganhador do Prêmio Jabuti 2016, “Gabriela mergulha com lirismo e sensibilidade na intimidade de uma mulher, talvez na própria intimidade, e dali resgata uma história a um só tempo pessoal e poli´tica, particular e social”.

 

Saiba mais.