Documentação pedagógica em foco no Instituto

doc-pedagogica

Na manhã do sábado, dia 3 de setembro, o Instituto Vera Cruz promoveu a palestra “Horizontes com sentido: a documentação pedagógica”, realizada pelas educadoras argentinas Diana Vendrov, membro da Red Solare Argentina, e Judith Birnbaum, diretora da Educação Infantil do Colegio Aletheia, em Buenos Aires, referência dentre escolas que dialogam com a pedagogia da escuta, inspirada em Reggio Emilia.

Durante o evento, as palestrantes ressaltaram a função da escola como um lugar de reconhecimento, um laboratório ou mesmo um centro cultural, em que são passados valores éticos e estéticos a toda a comunidade.

Inserida nesse contexto, a proposta de documentação pedagógica tem como objetivo registrar por meio de vídeos, imagens, áudios ou textos do que é dito, feito ou expressado pela criança em seus mais diferentes tipos de manifestações, linguagens e expressões. Daí a importância de se observar atentamente o dia a dia da escola e os pequenos – e aparentemente banais – momentos cotidianos.

O que deve, portanto, ser registrado? “As situações em que as crianças constroem a aprendizagem com os outros. Porque isso permite compreender o que elas estão pensando e sentindo e suas primeiras teorias sobre aquilo que estão conhecendo, para que os docentes, a partir disso, elaborem atividades levando em consideração essas observações”, explicam. E continuam: “pois o docente não deve, de forma alguma, ser um simples repetidor das mesmas atividades”.

Segundo as palestrantes, na documentação pedagógica, os professores assumem o papel de investigadores e questionadores do processo pedagógico da criança, e é por meio dessa escuta e interpretação, totalmente subjetivas, que fica evidente a importância da parceria pedagógica nesse processo: ter alguém com quem compartilhar aquilo que foi visto, e, a partir daí, criar hipóteses sobre a observação por meio de perguntas como: quem é a criança? Como se constrói seu saber? Como se entende o processo de observação e documentação? O que e por que observar? Com quais instrumentos observar? E em que direção observar?

Depois de exibir vídeos relacionados ao cotidiano do Colegio Aletheia, Diana e Judith chamaram atenção para a atitude dos docentes durante esse momento precioso e fundamental do processo de aprendizagem infantil: “durante a documentação pedagógica, a não intervenção do professor é uma intervenção. O silêncio do professor também é a presença dele”, afirmaram.