PARA DRIBLAR A CRISE, CASAL CRIA FOOD BIKE PARA VENDER BROWNIE

♦ Rafael Rivellino e Renata Giannini

 

Raphael e Camila com a sua famosa mercadoria Food Bike

Raphael e Camila com a sua famosa mercadoria Food Bike

Camila Pereira e seu marido Raphael da Cunha eram ex-funcionários de um salão de beleza. Ela era maquiadora profissional e ele era barbeiro. Com a crise em alta os dois tiveram a ideia de lucrar um pouco mais, vendendo brownies feitos em casa. Essa ideia surgiu a partir de Camila, que fazia os doces para seus amigos e familiares que sugeriram a ela criasse um novo negócio.

Camila disse “nunca pensei em fazer para vender brownie, porém gostei da ideia e comecei a pesquisar sobre o assunto. Eu e meu marido estávamos navegando na internet quando achamos uma notícia falando sobre pessoas que vendiam salgado, picolé e outros tipos de comida em uma bicicleta, uma ‘food bike’. Percebemos que era uma ótima ideia, como todos vendiam coisas similares, o brownie seria inovador. Investimos 5 mil reais na bicicleta, adesivos com o nome de nossa marca  para chamar atenção dos clientes.”

Com o nome da marca,“I Love Brownie”, o casal começou a ser chamado de “Sr e Sra. Brownie.” Os dois, por não possuírem uma loja fixa, estacionam a bicicleta em diferentes pontos da cidade e em suas redes sociais avisam aos seus clientes aonde irão.

Em dias bons o casal chega a vender mais de 150 brownies, sendo 6 reais os recheados e 4 reais os tradicionais. Chegando a ganhar de R$ 600 a R$800 reais por dia. Os sabores são: creme de avelã, beijinho e doce de leite.

Orgulhosos do produto que vendem, Camila e Raphael afirmam “nos importamos com o que os clientes irão comer, colocamos a mão na massa e fazemos com extremo carinho”.

Oitavo Ano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *