Alfabetização: Relações entre Ensino e Aprendizagem

Processo seletivo 2018

Opções de data da prova:

. Sábado, 21 de outubro, das 9h00 às 12h00

. Sábado, 25 de novembro, das 9h00 às 12h00

. Sábado, 9 de dezembro, das 9h00 às 12h00

Valor da inscrição: R$ 120,00

Leitura prévia necessária: A escrita… antes das letras (Emilia Ferreiro) – Clique aqui para baixar o texto.

Perguntas frequentes

. Como faço a inscrição para o processo seletivo dos cursos de pós-graduação?
As inscrições são realizadas exclusivamente pelo site www.veracruz.edu.br/instituto.

. Até quando posso me inscrever no processo seletivo?
As inscrições podem ser realizadas até 19/10/2017, para a opção de prova no dia 21/10/2017; até 23/11/2017, para a opção de prova no dia 25/11/2017; e até 07/12/2017, para a opção de prova no dia 09/12/2017.

. Qual o local de prova?
Todas as provas serão realizadas no Instituto Vera Cruz (Rua Baumann, 73, no bairro Vila Leopoldina, em São Paulo). Está localizado próximo à estação Imperatriz Leopoldina, da CPTM.

. Há estacionamento no local?
Não há estacionamento, mas há vagas na rua e estamos perto da estação Imperatriz Leopoldina da CPTM.

. Qual o melhor horário para eu chegar ao local da prova?
O candidato deverá estar no local de realização das provas com antecedência de meia hora.

. Que tipo de material posso levar para fazer a prova?
Somente uma caneta esferográfica azul ou preta, lápis e borracha.

. O que não é permitido levar ou usar no local de prova?
Não será permitido ao candidato, no local de realização de provas e durante a aplicação destas, portar aparelhos eletrônicos (telefone celular, relógio, agenda eletrônica, notebook, receptor, gravador, calculadora) que possibilitem comunicação ou consulta. O descumprimento dessa determinação implicará advertência ou eliminação do candidato. O Instituto Vera Cruz não se responsabilizará pela guarda e manutenção de qualquer aparelho ou equipamento pertencente ao candidato.

. Caso tenha sido roubado ou perdido o meu documento de identidade e/ou comprovante de inscrição, como devo proceder?
Você poderá apresentar qualquer documento original com foto. Se não tiver, faça um boletim de ocorrência (B.O.) e providencie uma segunda via do documento de identidade.

. Caso eu não consiga comparecer no dia da prova, como devo proceder?
Entre em contato com a Secretaria de Atendimento do Instituto, pelo telefone (11) 3838-5992 ou pelo email instituto@veracruz.edu.br.

. Poderei entrar com recurso contra o resultado da prova?
Não. O processo seletivo dos cursos de pós-graduação tem formato e características próprias para cada curso. Assim, não serão aceitos recursos após a divulgação do resultado do processo seletivo.

. Sou portador de necessidades especiais, necessito de espaço apropriado no dia da prova. Como proceder?
O candidato portador de deficiência, com comprovada necessidade de atendimento especial, de acordo com a lei n. 7.853, de 24/10/1989 e o art. 27, incisos i e ii do decreto 3.298, de 20/12/1999, poderá solicitar com 10 (dez) dias de antecedência, condição especial para a realização das provas, mediante preenchimento de requerimento para atendimento diferenciado, disponível na Secretaria Acadêmica do Instituto Vera Cruz. O candidato portador de deficiência, solicitante de tratamento diferenciado, deverá anexar ao formulário de requerimento um laudo médico, com indicação do tipo de deficiência do qual é portador e com especificação de suas necessidades quanto ao atendimento personalizado. No requerimento, deverá constar o nome do médico que forneceu o atestado, telefone para contato e o CRM do profissional.

. Existe um número mínimo de inscritos para abrir turma?
Sim, 30 alunos.

. E se não se alcançar esse número mínimo para abrir turma e eu já tiver me matriculado?
Nesse caso, o candidato poderá requerer a restituição do valor integral pago no ato da matrícula.

. Posso cancelar a matrícula depois de paga?
A desistência da matrícula deverá ser formalizada por meio de requerimento próprio da IES, até 2 dias antes do início das aulas, e será restituído 70% do valor pago na matrícula.

. Se eu não for aprovado, posso fazer a prova novamente em outra data?
Não. Você deverá candidatar-se para próximos processos seletivos no Instituto Vera Cruz.

. Posso fazer a inscrição para um curso de pós-graduação e depois mudar de curso?
Excepcionalmente no caso de não se formar turma no curso escolhido, o candidato poderá optar por outro curso, desde que haja vagas disponíveis e que o resultado da sua prova seja satisfatório para cursar a outra pós-graduação de interesse, decisão tomada pela Coordenação da Comissão do Processo Seletivo.

Disciplinas

Didática da aquisição do sistema de escrita I

Conceber a escrita como sistema de representação da língua e não como código de transcrição da fala traz implicações pedagógicas que afetam diretamente o ensino e a aprendizagem da leitura e da escrita na alfabetização inicial. Este módulo pretende abordar algumas práticas de ensino na alfabetização inicial e os conhecimentos que os alunos constroem ao se apropriar do sistema de representação escrita, segundo pesquisas psicolinguísticas.

Didática da aquisição do sistema de escrita II

Este módulo pretende aprofundar os conhecimentos sobre a aquisição do sistema de representação escrita e as implicações pedagógicas, por meio da reconceitualização da leitura e da escrita como práticas sociais, do sujeito da aprendizagem em seu percurso inicial como leitor e escritor e das situações didáticas que precisam ser planejadas e propostas.

Didática da linguagem escrita I

A disciplina propõe-se a discutir a capacidade de os alunos produzirem textos mesmo antes de saber escrever convencionalmente enfatizando que se aprende a linguagem escrita por meio da leitura pelo professor, da leitura feita pelo aluno, da escrita pelo professor e da escrita feita pelo aluno, formando os alunos, os professores e os formadores de professores para que se conscientizem da importância de se ler diariamente para os alunos, da importância de se planejar e organizar situações didáticas de leitura e escrita providas de sentido e que propiciem boas condições de ensino para produzirem textos de qualidade em diferentes gêneros.

Didática da linguagem escrita II

A disciplina propõe discutir o processo de produção textual, considerando as condições didáticas mais favoráveis. A proposta é refletir sobre os diferentes comportamentos escritores envolvidos no processo da escrita de textos, a reescrita como situação didática privilegiada para a aprendizagem da textualização e da linguagem escrita, a revisão como parte integrante de uma composição de texto e a análise de textos bem escritos, para conhecer como os autores habilidosos utilizam a linguagem. Os conteúdos da ortografia e da pontuação também fazem parte da disciplina. O objetivo principal é que os alunos do curso reconheçam que todas as crianças têm capacidade de produzir bons textos, desde que recebam ajuda para aprender a fazê-lo de forma adequada. Para tanto, os professores precisam conhecer o processo de produção textual e a melhores condições de ensino.

Didática do Ensino Superior

A didática do Ensino Superior visa fundamentar na teoria e na prática a formação dos futuros docentes do Ensino Superior, ao refletir e a discutir sobre a profissão docente e analisá-la no contexto histórico e político. Visa, também, à discussão sobre o ensino, a pesquisa e a extensão, numa visão crítica e interdisciplinar, auxiliando-os na resolução de problemas enfrentados no cotidiano das instituições de ensino público e privado e no processo de ensino e de aprendizagem.

Estudos literários

O curso pretende aprimorar práticas de leitura em textos literários e, a partir delas, promover produções de análises que possibilitem mais integridade e segurança na exposição desses textos aos alunos.

Fundamentos teóricos da alfabetização

Esta disciplina tratará dos fundamentos epistemológicos, psicológicos e linguísticos que subjazem à revolução conceitual que afetou a alfabetização no último quarto de século.

Linguística e alfabetização

A disciplina tem como finalidade discutir conceitos fundamentais da linguística, de modo a oferecer ao formador e ao professor alfabetizador subsídios para a análise da sua ação educativa, considerando:

a) as implicações das concepções teórico-metodológicas assumidas — ainda que não de maneira consciente — para o processo de aprendizado e para a formação do aluno; e

b) a necessidade de organização de uma prática orientada por concepções teórico-metodológicas adequadas tanto a um ensino de língua mais coerente com a forma como hoje se compreende o processo de apropriação da língua e da linguagem escrita quanto às finalidades colocadas hoje para a escola.

Metodologia de pesquisa e oficina de monografia

Este curso tem como finalidade possibilitar ao aluno compreender a natureza do processo de produção de conhecimento, algumas características fundamentais do conhecimento científico, bem como discutir concepções de ciência e de método científico (e suas inter-relações) e, ainda, diferentes metodologias de pesquisa, de tal forma que possa construir procedimentos de pesquisa, análise e interpretação de dados que o orientem na investigação a ser realizada para produção da monografia de conclusão do curso.

Além disso, visa rever sua proficiência na produção do texto acadêmico – gênero monografia –, de modo que planeje, textualize e revise o texto decorrente da investigação que realizar, de acordo com as características do contexto de produção do texto referido e dos recursos linguístico-discursivos típicos do gênero.

Oficina de tematização da prática

Os registros da prática docente, realizados por meio do uso da gravação em vídeo ou da produção de documentos escritos, serão usados nesta disciplina com o propósito de explicitar as hipóteses didáticas subjacentes às propostas feitas em sala de aula. Por meio deles, os alunos serão orientados a tomar o que se passa na classe como objeto de análise e reflexão. Espera-se que assim possam discutir sobre o que observam e identificar coletivamente a(s) teoria(s) que guia(m) a prática pedagógica.

Teoria piagetiana e alfabetização

Contribuições da teoria de Piaget ao conhecimento de objetos culturais, como a leitura e a escrita. O conhecimento como construção. O conhecimento como relação entre observáveis e coordenações do sujeito e do objeto, considerando-se situações de leitura e escrita como ilustração. O conhecimento como realização e compreensão e os esquemas (representativos, procedimentais e operatórios) que o possibilitam. O lugar dos possíveis e necessários na leitura e escrita. Práticas de leitura e escrita em situação de jogos.

Corpo docente

Profa. Dra. Telma Weisz (coordenadora e docente)

Profa. Mestranda Carla Tocchet

Prof. Dr. Me. Carlos Pires 

Profa. Ma. Cristiane Pelissari

Prof. Me. José Carlos Souza

Prof. Dr. Lino de Macedo

Profa. Ma. Marly Barbosa

Profa. Dra. Ma. Patrícia da Silva Sampaio