Extensão - Oficinas

O folclore brasileiro na sala de aula

Januária Cristina Alves

A abordagem do folclore brasileiro nas escolas tem se restringido às celebrações a agosto como o “mês do folclore” e à apresentação de uns poucos personagens do nosso imaginário às crianças e jovens, deixando de lado um patrimônio imaterial imenso, rico e ainda desconhecido. É preciso desmistificar o folclore como um “saber menor”, um “saber do povo iletrado”, e reconhecê-lo como um legítimo representante da cultura brasileira, em que é possível identificar as raízes dessa nação que mesclou tradições muito diversas num caldo cultural multifacetado. As histórias de tradição oral precisam encontrar sua real importância na formação leitora dos nossos alunos.

Público-alvo: Professores, coordenadores pedagógicos e gestores de todos os segmentos da Educação Básica

Januária Cristina Alves é mestra em Comunicação Social pela Escola de Comunicações e Artes da USP, Infoeducadora, Educomunicadora, ex-roteirista do programa infantil Bambalalão, da TV Cultura, ex-roteirista da Maurício de Sousa Produções (Turma da Mônica), autora de mais de 50 livros infantojuvenis, dentre eles o ABECEDÁRIO DE PERSONAGENS DO FOLCLORE BRASILEIRO (FTD Educação/Edições Sesc SP), no qual o curso é baseado, e duas vezes ganhadora do Prêmio Jabuti de Literatura Brasileira na categoria livros paradidáticos.