Ciclo de Palestras: Olhares sobre Práticas Pedagógicas na Educação Infantil

O Ciclo de Palestras “Olhares sobre Práticas Pedagógicas na Educação Infantil” é uma realização do NUPEEI (Núcleo de Pesquisa e Extensão em Educação e Infância do Instituto Vera Cruz). Confira abaixo a ementa, data e horário de cada palestra e minibiografia dos palestrantes.

Ao optar pela inscrição em mais de uma palestra do Ciclo, o participante terá desconto no valor do investimento, conforme segue: 1 palestra: R$ 90,00 / 2 palestras: R$ 170,00 / 3 palestras: R$ 240,00 / 4 palestras: R$ 300,00

Evento gratuito para alunos do curso de Graduação em Pedagogia do Instituto Vera Cruz (é necessário o preenchimento do formulário de inscrição).

 

Palestra: Diálogo dos Campos de Experiência pelo Pensamento Projetual 

Sexta-feira, 31 de agosto, das 19h00 às 21h30

Os princípios do pensamento projetual na Educação Infantil (documentação, coautoria, projetação e complexidade) sustentam uma prática investigativa. Essa prática subsidia o currículo, e este inspira a prática. A partir dela (a prática), discorreremos sobre a experiência do Projeto Político-Pedagógico da Educação Infantil da Escola Vera Cruz em relação aos campos de experiência propostos pela BNCC-Educação Infantil.

Palestrantes:

Clélia Cortez – Pedagoga formada pela PUC-SP e especialista em Educação Infantil pela USP. Atua como orientadora educacional da Educação Infantil da Escola Vera Cruz.  Coordenou o Programa de Educação Infantil – Instituto Avisa Lá e participou do Programa de Formação de Professores Alfabetizadores do MEC – PROFA. Foi selecionadora de Educação Infantil do Prêmio Victor Civita Educador Nota 10. Formada pela RedSolare – Argentina no curso O Papel do Coordenador Pedagógico.

Elizabeth Dória Scatolin – Psicóloga e educadora com carreira profissional consolidada na Escola Vera Cruz. É coordenadora da Educação Infantil e pesquisadora do método educativo Reggio Emilia, e está em constante diálogo com a rede italiana de educadores. Formou-se, pela RedSolare – Argentina, no curso O Papel do Coordenador Pedagógico.

José Cavalhero Simon Junior – Artista educador, iniciou sua trajetória como professor em várias escolas públicas e particulares de São Paulo – da Educação Infantil ao Ensino Médio. Transita por diferentes esferas, com atuação em macro e micropolíticas educacionais, da formação continuada de professores de rede pública e criação de currículos para escola particular a ateliês de artes visuais voltados para pessoas com deficiências. É pesquisador do método educativo de Reggio Emilia desde 2001, e especializou-se nos cursos de Coordenação Pedagógica e Atelierista promovidos pela RedSolare – Argentina, o que lhe permite estabelecer encontros éticos, estéticos e políticos com a metodologia reggiana. Mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP, é assessor pedagógico na Educação Infantil da Escola Vera Cruz e professor convidado da pós-graduação no Instituto Singularidades.

Silvia Macul Lopez Certain – Formada em Psicologia pela Unip, em Pedagogia pelo Instituto Singularidades e pós-graduada em Educação Infantil pelo Instituto Vera Cruz. Concluiu o curso de Coordenadoria Pedagógica com ênfase no método Reggio Emilia pela RedSolare – Argentina. Participou, como formadora, de um projeto nas CEIS – Butantã. Há 20 anos, atua na área de ensino como professora de Educação Infantil em escolas particulares de São Paulo.

 

Palestra: Campos de Experiências: Lugares de Aprendizagem e Desenvolvimento Docente na Educação Infantil

Sexta-feira, 21 de setembro, das 19h00 às 21h30

A Educação Infantil é um segmento dinâmico que se reinventa de modo consistente e constante para atender às demandas sociais e aos conhecimentos atuais sobre a primeira infância. Esse panorama tem levado os professores a também se reinventarem positivamente, indagando-se, hoje em dia, sobre como relacionar-se com a Base Nacional Comum Curricular. Particularmente, os docentes estão atentos para compreenderem o modo de pensar a estrutura curricular por campos de experiências. Além disso, buscam a melhor maneira de planejar a gestão cotidiana das turmas de crianças.

Palestrante:

Zilma Ramos de Oliveira – Graduada em Pedagogia pela USP, com mestrado em Educação (Psicologia da Educação) pela PUC-SP e doutorado em Psicologia (Psicologia Experimental) pela USP. Também é livre-docente pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto – USP. É professora associada (aposentada) da USP. Coordena o curso de pós-graduação Gestão Pedagógica e Formação em Educação Infantil, do Instituto Vera Cruz. Foi consultora na construção da segunda versão da BNCC-EI. É assessora do MEC na BNCC-EI.

 

Palestra: Casa Redonda – Uma Experiência em Educação

Sexta-feira, 19 de outubro, das 19h00 às 21h30

A educadora Maria Amélia Pereira (Péo) falará sobre a Casa Redonda, localizada em Carapicuíba, no interior do Estado de São Paulo, onde crianças de 2 a 6 anos passam sua infância em meio à natureza. Nesse espaço, elas usufruem da liberdade de estabelecer, diariamente, vínculos consigo próprias, com seus companheiros e com os adultos presentes nessa jornada. Hoje, a Casa Redonda representa um espaço em que educadores capacitados estão, de maneira ética, enfrentando os desafios de reinventarem a Educação Infantil do nosso tempo.

Palestrante:

Maria Amélia Pereira (Péo) – Pedagoga com formação em Cinesiologia e sócia-fundadora da Escola Vera Cruz, a partir de 1965. Coordenadora do Programa do Núcleo Experimental de Atividades Socioculturais da Prefeitura de Salvador (BA). Assessora pedagógica da Unidade de Tratamento de Paralisia Cerebral do Instituto Nacional de Medicina do Aparelho Locomotor – Sarah, entre 1978 e 1979. Fundadora e orientadora do Centro de Estudos Casa Redonda, em Carapicuíba (SP), a partir de 1981. Membro do Conselho Internacional da International Playing Association for the Child’s Right to Play (IPA), entre 1990 e 1996. Em 2000, foi professora do Curso de Formação de Educadores Brincantes no Teatro Escola Brincante, em São Paulo, e vice-presidente do Instituto Brincante, a partir de 2001. Fundadora e orientadora da Escola Cultural (OCA), desde 1996.

 

Palestra: A Educação Infantil de 0 a 3 anos em San Miniato, na Itália Momentos de Vida e de Brincadeiras

Sexta-feira, 23 de novembro, das 19h00 às 21h30

Desde a década de 1980, a pequena cidade de San Miniato, na região da Toscana, na Itália, vem instituindo, em suas creches, uma Educação Infantil inovadora e inspiradora, que chama atenção em todo o mundo. Uma de suas principais características é investir num comportamento infantil que seja, ao mesmo tempo, competente, curioso e sociável, além de ativamente ocupado na criação de experiências e na construção da identidade e do conhecimento. Compreendido como um projeto da comunidade, o processo educativo, voltado para crianças de 0 a 3 anos, é aberto e escolar, com base no importante papel da documentação. Integrante da equipe docente do Instituto Vera Cruz, a palestrante esteve em San Miniato, e compartilhará os principais aspectos e desafios desse projeto educacional.

Palestrante:

Maria Paula Vignola Zurawski – Graduada em Teatro pela Escola de Comunicações e Artes da USP, com mestrado e doutorado em Educação pela Faculdade de Educação da mesma Universidade. É professora titular do curso de Pedagogia e do curso de especialização em Gestão Pedagógica e Formação em Educação Infantil, do Instituto Vera Cruz. Foi assessora do programa de formação A Rede em Rede, da Diretoria de Orientação Técnica de Educação Infantil (DOT-EI), da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, entre 2006 e 2012. Consultora pedagógica do Instituto Alfa de Cultura. Integrante da Cooperativa Paulista de Teatro e do Grupo Furunfunfum, de teatro para crianças. Atua, principalmente, nos seguintes temas: Educação Infantil, Currículo, Educação de Crianças de 0 a 6 anos, Teatro, Teatro com crianças, Expressividade, Movimento e Espaço Físico.