Traduzir-se  

Luíza Lima de Melo

 Uma parte de mim
é flor
outra parte
canaliza amor

Uma parte de mim
é amarrada
outra parte
desencontrada

Uma parte de mim
é mar que vive a velejar
outra parte
é rio calmo e frio

Uma parte de mim
se joga
outra parte
é feita de guarda

Uma parte de mim
se afoga
outra parte
nada e boia

Uma parte de mim
é cadente
outra parte
fluida e consciente

Traduzir uma parte
na outra parte – desencantos e encantos
julgando o mesmo –
humanidade.

[Intertextualidade feita a partir do poema “Traduzir-se”, de Ferreira Gullar.]

Traduzir-se